Mesas

Mesa 1
Carla
Mesa 3
Marcus
Mesa 8
Cris
Mesa 10
Victor Hugo
Mesa 11
Amanda
Mesa 12
Juliana
Mesa 14
Karina

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

.coisa de mestre.

Eu entendo muito mais de cerveja do que de vinho.  Mas hoje lendo a Zero Hora [ um dos nossos jornais aqui do RS ] eu percebi que eu também não entendo 'lá essas coisas' de cerveja...

Dizia lá que tomar cerveja deixou de ser uma prática descompromissada.

Não basta uma gelada, um boteco e amigos como companhia. Tomar cerveja agora é sinônimo de degustar e não de um mero beber...  

Então vamos lá... Quem quiser ser entendido em cerveja tem que, no mínimo, fazer assim [ dica da Bete Duarte ]:

- Primeiro levanta o copo à altura dos olhos, faz expressão de pensador e analisa o líquido a sua frente.
- Depois o leva próximo ao nariz para captar os aromas.
- Então, conduz delicadamente à boca e serve um gole moderado, de modo que a bebida circule em toda a boca.
- Só depois engole, mas sem emitir qualquer parecer.
- É preciso ainda analisar o retrogosto.

E sem esquecer que ter copos diferenciados para cada tipo de cerveja é quase uma obrigação. COISA DE MESTRE!

13 comentários:

  1. Bah... Não sou apreciadora de cerveja...
    Mas até que essas pretinhas eu acho boas!
    :-)

    ResponderExcluir
  2. O prazer de beber, pra mim, já começa na escolha, na frente da prateleira. Escolho a dedo. Bebo pelo prazer de sentir um sabor diferente.

    ResponderExcluir
  3. Não imaginava todos estes detalhes para a cerveja...aprecio o vinho e sei o quanto todo o ritual é importante.
    Bom saber, vou prestar mais atenção.
    Interessante...

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Luciane!
    Abraços, tenha um ótimo dia!

    ResponderExcluir
  5. Bom dia querida.
    Um dia lindo para todos nós :)

    ResponderExcluir
  6. A wiki em portugues sobre a cerveja fala de alguns estilos
    [http://pt.wikipedia.org/wiki/Cerveja#Tipos_de_cerveja]

    Mas o tema e' muito mais envolvido..
    .
    .
    .
    .
    .
    Aqui a traducao Google do Wiki em ingles sobre aspectos que diferenciam os tipos e estilos de cerveja:
    [http://translate.google.com/translate?js=n&prev=_t&hl=en&ie=UTF-8&layout=2&eotf=1&sl=en&tl=pt&u=http%3A%2F%2Fen.wikipedia.org%2Fwiki%2FBeer_style&act=url]

    .
    .
    .
    .
    .
    E aqui e traducao Google do wiki em ingles listando os estilos:
    [http://translate.google.com/translate?js=n&prev=_t&hl=en&ie=UTF-8&layout=2&eotf=1&sl=en&tl=pt&u=http%3A%2F%2Fen.wikipedia.org%2Fwiki%2FBeer_style&act=url]
    .
    .
    .
    .
    Cheers! Saude! Salud! Prost! Na zdraví! Santé! Cin cin! Sláinte!

    ResponderExcluir
  7. Ah: Esqueci:


    Um site com estilos de cerveja, criticas das pessoas, listas das melhores marcas, etc. etc.

    http://beeradvocate.com/beer/style

    [http://translate.google.com/translate?js=n&prev=_t&hl=en&ie=UTF-8&layout=2&eotf=1&sl=en&tl=pt&u=http%3A%2F%2Fbeeradvocate.com%2Fbeer%2Fstyle&act=url]







    Por exemplo a Brahma so' recebe uma nota de "C" [segun as notas estadounidense A, B, C, D, F).

    Sendo uma cerveja feita com "adjuntos" ao malte -- tipo maiz e/ou arroz -- tem um caracter "brando" segun os "aficionados" da cerveja.


    Criticas da Brahma:
    http://beeradvocate.com/beer/profile/2444/23381

    [http://translate.google.com/translate?hl=en&sl=en&tl=pt&u=http%3A%2F%2Fbeeradvocate.com%2Fbeer%2Fprofile%2F2444%2F23381]

    ResponderExcluir
  8. Cervejaria japonesa compra 50,45% da Schincariol

    A Kirin, tradicional fabricante japonesa de cerveja e refrigerantes, comprou 50,45% da Schincariol, segunda maior cervejaria do Brasil, por R$ 3,95 bilhões. A operação foi fechada nesta segunda-feira.
    Os sócios Adriano Schincariol, presidente da companhia brasileira, e seu irmão Alexandre Schincariol são os vendedores.
    O restante do capital (49,5%) continua nas mãos dos primos Gilberto e José Augusto Schincariol. De acordo com a Kirin, o negócio deve ser consolidado no terceiro trimestre.
    "Estou feliz com esta operação porque a Kirin tornará a Schincariol mais forte e será o sócio ideal para a família, que permanece na operação, garantindo valor ainda maior para as marcas do Grupo", afirma, em comunicado, o presidente do grupo, Adriano Schincariol.

    Com sede em Itú (SP), a Schincariol tem cerca de 10 mil funcionários e 13 unidades de produção distribuídas por 11 estados. A capacidade instalada é de 5 bilhões de litros por ano.
    Fonte: Folha.com

    ResponderExcluir
  9. Em tempo:

    Agora a Schinariol vai trocar o nome para SKIRINcariol? rsrsrsrsrs....

    ResponderExcluir
  10. Adorei, Paulo!!!

    Seja bem-vindo ao grupo!!!

    :o)

    ResponderExcluir
  11. Que diria Manuel Bandeira?

    "Quero beber! Cantar asneiras
    No esto brutal das bebedeiras
    Que tudo emborca e faz em caco...
    Evoé Baco!"

    ResponderExcluir
  12. Andressa!

    Bem-vinda!

    Apareça vezen'sempre!

    Todo mundo pra pista galera!

    ResponderExcluir