Mesas

Mesa 1
Carla
Mesa 3
Marcus
Mesa 8
Cris
Mesa 10
Victor Hugo
Mesa 11
Amanda
Mesa 12
Juliana
Mesa 14
Karina

terça-feira, 26 de julho de 2011

.Fanatismo.

 

Florbela Espanca.

Minh’alma, de sonhar-te, anda perdida
Meus olhos andam cegos de te ver!
Não és sequer razão de meu viver,
Pois que tu és já toda a minha vida!

Não vejo nada assim enlouquecida…
Passo no mundo, meu Amor, a ler
No misterioso livro do teu ser
A mesma história tantas vezes lida!

“Tudo no mundo é frágil, tudo passa…”
Quando me dizem isto, toda a graça
Duma boca divina fala em mim!

E, olhos postos em ti, vivo de rastros:
“Ah! Podem voar mundos, morrer astros,
Que tu és como Deus: princípio e fim!…”

----------------------------------------------------

9 comentários:

  1. Um dos poemas mais lindos que conheço.
    Musicalmente na voz do Fagner então...

    ResponderExcluir
  2. Lindo mesmo, Rita.
    .
    .
    .
    Nao triste como os poemas da Carla ;)
    .
    .
    .
    Achei interessante a frase "a mesma historia tantas vezes lida" ou melhor dito, achei que nao entendia. Porque tantas vezes? Por parte de quem?
    .
    .
    Como e' que tu le essa frase?

    ResponderExcluir
  3. Deryl,

    Do verso inteiro eu entendo que o ser amado é o mesmo mistério desvendado. É mistério, mas no fundo não é. É conhecido.

    " a mesma história tantas vezes lida"....

    Eu sei quem é você apesar de você ser mistério permanente.


    Controverso.
    Tudo por parte do ser que ama.

    ResponderExcluir
  4. Meus versos tristes...

    Tá... eu gosto do Vinícius... e tem um pouco de tristeza sim... mas tem muito de poesia...

    E eu adoro isso!!!

    ResponderExcluir
  5. "A tristeza é senhora, desde que o samba é samba é assim..."

    ResponderExcluir
  6. Sobre a frase "a mesma historia tantas vezes lida"...

    Como disse a Rita, 'do verso todo'... eu entendo que ela se refere ao amor e não à paixão [ 'Não vejo nada assim enlouquecida…' ]...

    ou seja, eu te amo todos os dias da mesma forma, com a mesma intensidade e serenidade...

    ResponderExcluir
  7. Thanks Rita!

    Gostei.

    Hehe, Carla: só uma brincadeira. :) Euler também adoro as musicas os poemas melancólicos e bem pensativos.

    E na fim das contas: "É preciso um bocado de tristeza. Senão, não se faz um samba não"

    Bjs.

    ResponderExcluir
  8. Perfect, Deryl!

    I love this place.

    Vezenquando sweet Vezenquando.

    ResponderExcluir
  9. Carla: "com a mesma intensidade e serenidade"

    I like this phrase. Intense serenity.

    Vou pensar nisso.....

    ResponderExcluir